Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Ninguém Nos Ensina

   Ninguém nos ensina, ninguém nos explica como se faz. Talvez porque eles próprios também não o saibam. Um dia, simplesmente, é necessário fazê-lo. É preciso olhar alguém nos olhos, respirar fundo, e fazer com que aquelas duras palavras saiam da nossa boca sem vacilarmos.

   Há técnicas que se aprendem, existem métodos, estou certa. Não os conheço, não os sigo. As astúcias que aprendi foi a ver séries de médicos na televisão. O isolar as pessoas numa sala. Começar com "as notícias não são, infelizmente, as melhores". O explicar como tudo se foi deteriorando desde o momento em que estas pessoas à nossa frente nos confiaram uma parte importante da vida delas. Segurar algo nas mãos, um estetoscópio, por exemplo, para não mostrarmos nervosismo. Dizer que lamentamos. Um toque no ombro, se tivermos mais confiança com as pessoas. Sair um minuto - ou vinte - para que eles fiquem a sós.

   Não é fácil. Nem ao início, nem após vinte anos de experiência. Às vezes choramos com eles. Outras vezes aguentamos as lágrimas até podermos sair disparados para a casa de banho para soluçarmos à vontade. Dizer a alguém que o animal deles partiu é das coisas mais difíceis para um veterinário. Ainda pior quando conhecemos bem o caso, quando acompanhamos a sua deterioração ao longo de dias, semanas, meses. Às vezes até anos.

   Cada um tem a sua maneira de o fazer e não creio que haja uma que esteja errada, desde que tudo seja realizado com calma e tranquilidade. Ninguém nos ensina. Nem na faculdade, nem quando chegamos ao mercado de trabalho. É algo que se aprende com o coração e que é impossível transmitir ao próximo. É algo de pessoal, que nos toca na alma. 

DogEuthanasia-Header.jpg