Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

...

   Ontem não fui capaz de passar por aqui. Foi a primeira noite em quatro ou cinco que não chorei baba e ranho por causa de uma nota e não queria prolongar mais esse recorde. Já chegava. Sabem, eu nunca fui boa com pessoas, não sei como iniciar uma conversa, não sei como continuar uma conversa. Só sei como a terminar, isso sei. Também nunca fui boa a nada que envolvesse artes, ou desporto, ou outra coisa qualquer. Nunca fui bonita o suficiente para olharem mais de dois segundos seguidos para a minha cara. Eu era boa com as minhas notas. Podia ser um desastre com tudo o resto mas pelo menos sabia que podia contar com a minha memória. Mas agora não sei o que lhe aconteceu, nem a ela, nem à minha concentração, e muito menos à minha sorte. Parece que desapareceu tudo, puff, assim do nada. Os meus sonhos são, de momento, nevoreiro. Agora sou apenas uma carta no meio do baralho. Uma carta rasgada, de pontas dobradas. Sou um quatro de paus, no meio de ases e reis e rainhas. Sinto-me um monte de merda nesta vida lixada.  E quando me começo a sentir assim, tenho pensamentos muito estranhos. Às vezes fico com medo de mim própria por ter pensamentos tão negros, tão macabros, tão destruidores. Mas os dias passam e o que perdura é uma tristeza imensa de voltar a ser uma bolacha igualzinha a tantas outras, dentro de um pacote, semelhante a tantos outros.