Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Quando Falaste Comigo

   Quando falaste comigo, já o sabias. E achaste que eu era esperta o suficiente para lá chegar também. Não te desiludi, depois de puxar um pouco pela cabeça, entendi o que querias dizer. Mas para o interiorizar, para aceitar o que indirectamente me quiseste comunicar, foram necessários meses. Neste mesmo instante ainda não sou capaz de verbalizar, como se tivesse receio que ao dizer as palavras, o acto se consumasse. Quando acontecer, não serei apanhada desprevenida. Não quer dizer que a queda não vá ser igualmente dolorosa.

dont-go.jpg

Desafio: Liebster Award

   Fui nomeada pela Kikas para mais um desafiozito aqui no blog. Acho que já em tempos o tinha feito mas como as perguntas são feitas pelas bloguers, estas são diferentes das outras .

Regras:

- Escreva 11 factos sobre você;

- Responda às perguntas de quem te indicou;

- Indique de 10 a 20 blogs com menos de 200 seguidores;

- Faça 11 perguntas para quem indicar;

- Coloque a imagem que mostre o selo Liebster Award;

- Link de quem te indicou.

11 factos sobre moi

1. Adoro animais mas nunca fui fã de cavalos.

2. Viajar é uma das minhas grandes paixões.

3. Sou extremamente gulosa.

4. Descobri a corrida há uns anos atrás mas só no ano passado é que me viciei neste desporto.

5. Sportinguista do coração e sócia desde os dois anos de idade.

6. Não como carne há cinco anos.

7. Viciada em séries (actualmente acompanho 16 mas já foram mais).

8. Adoro ler mas por causa do vício acima citado, acabo por descuidar um pouco este meu hobbie.

9. Exprimo-me melhor a escrever do que a falar (pelo menos é a percepção que tenho).

10. Estou sempre um passo à frente, a pensar no amanhã e preocupada com o futuro.

11. Fazer mergulho é uma grande paixão minha e gostava de ter dinheiro para o fazer com maior regularidade.

Perguntas da Kikas:

1 - Se só te pudesses definir numa palavra, qual seria?

Complicada (diz tudo mas não diz nada hihihi).

2- Qual é a tua viagem de sonho?

Dar a volta ao mundo conta?  Estreitando um pouco mais as coisas, responderia talvez uma viagem pela América do Sul ou pela Índia, de mochila às costas.

3 - Já concretizaste algum objectivo que tenhas definido para a tua vida?

Sim, aos dezasseis anos delineei uma lista com 100 coisas que queria fazer antes de morrer e já fiz bastantes (por exemplo, nadar com golfinhos no mar, acampar com amigas, fazer uma tatuagem) mas agora faltam-me as mais difíceis.

4 - Se não fosses uma pessoa, o que gostarias de ser?

Uma ave, para poder voar.

5 - Chocolate ou baunilha?

Chocolate, mil vezes chocolate!

6 - Doce ou salgado?

Talvez doce. Apesar de que não recuso umas batatas fritas ou uns salgadinhos como aperitivo...

7 - O que gostarias de estar a fazer neste exacto momento?

A viajar pelo mundo fora.

8 - O que gostarias de fazer num futuro próximo?

Ajuda humanitária. Talvez me junte aos veterinários sem fronteiras quando acabar o curso mas as minhas ideias em relação ao futuro mudam quase de mês para mês...

9 - Se ganhasses o Euromilhões o que é que farias com o dinheiro?

Largava tudo e ia viajar, fazer mergulho no paraíso, namorar um australiano, safaris em África... Ao mesmo tempo contribuía também para causas humanitárias e construía um santuário para animais abandonados aqui em Portugal.

10- Facebook ou Instagram?

Há dois ou três meses atrás responderia Facebook mas cada vez gosto mais do Instagram!

11- Quais os objectivos que ainda te faltam concretizar?

Tantos! Acabar o curso, arranjar um homem decente, ter uma casinha só minha num sítio calmo, publicar um livro, visitar um monte de países, mergulhar com tubarões baleia...enfim, ir construíndo a minha felicidade aos poucos :)

Não vou nomear pessoal porque acho que a blogosfera quase inteira já respondeu ao desafio.

Obrigada à Kikas pela nomeação e espero ter estado à altura! 

19412477_5WVqS.png

52 Semanas: Semana 13 - Fico envergonhada quando...

   O desafio desta semana não é nada difícil, eu fico envergonhada com tudo! Acordo já envergonhada e vou-me deitar no mesmo estado de espírito. Mas sem dúvida que há alturas em que as minhas bochechas ficam mais rosadas do que noutras!

1. Tenho de falar em público. Apresentações de trabalhos e coisas do género. Se for em grupo, menos mal. Quando me atiram sozinha aos lobos, gaguejar é o que faço melhor.

2. Me elogiam. Ui, é só sentir o sangue a subir-me à cabeça. Então quando é à frente de outras pessoas, arranjava logo ali um buraquinho para me enterrar. Se bem que elogios são sempre bem-vindos :)

3.Tenho de abordar um estranho. Seja para pedir uma informação na rua, comprar bilhetes para algo ou fazer conversa de supermercado, a minha timidez não perdoa.

4.Ficam a olhar para mim enquanto como. Tipo...posso dar uma dentada no meu pastel de nata e ficar com o nariz cheio de creme em paz ou querem provar?

5. Me confidenciam coisas que eu preferia não saber. Coisas privadas. Muito privadas. Que eu preferia não ter de imaginar. Mas não levo a mal, claro.

Lembras-te? #6

   Lembras-te dos jogos de futebol a pares no campo do fundo, junto ao recreio dos mais novos? Tantas vezes que fiz par contigo sem tu saberes o quanto tal me fazia feliz. Éramos três ou quatro raparigas a jogar com uma dúzia de rapazes e isso deixava-nos em desvantagem. Os grupos que iam marcando golo primeiro passavam à fase seguinte e foram muitas as vezes em que te deixei ficar mal logo ao início. Que idade teríamos, doze? O que sabia eu na altura sobre o amor? Pelos vistos qualquer coisa porque foste a minha primeira grande paixão e o meu primeiro desgosto. Hoje és uma pessoa diferente (não seremos todos?), com atitudes que eu condeno e um egocentrismo sem igual mas não é por isso que não recordo com carinho os tempos livres passados a dar chutos numa bola na tua companhia, já lá vão dez anos.

Fica Entre Nós

Os lençóis agarraram a fragrância natural que o teu corpo exala e eu embrulho-me neles com um afinco delicado.

Mas não digas a ninguém.

Saíste há cinco minutos e já sinto saudades de repousar nos teus braços nus.

Mas é segredo.

Na almofada ainda se desenha a silhueta da tua cabeça, como se sobre ela ainda se abatesse o peso do teu corpo.

Mas não comentes por aí.

Escreveste sonetos de amor no espelho do quarto, apoderando-te do meu batom vermelho, sem saberes o que me irá custar a remoção de tais palavras (no sentido figurado e também literal).

Mas não são informações que se revelem.

Pela fresta da porta entreaberta esgueira-se um aroma a café forte e torradas, que deixaste preparadas antes de sair, e sei que o fizeste propositadamente para que a preguiça não leve a melhor sobre o trabalho que me aguarda.

Mas não confidenciemos a ninguém.

Ainda sinto na pele do pescoço o contacto suave dos teus lábios ardentes, os beijos flamejantes depositados na curva da minha mandíbula, o roçar dos dentes no lóbulo da minha orelha.

Mas mantemo-lo em sigílio.

De olhos fechados, o teu corpo ansioso curva-se sobre o meu com desejo e envolve-me num abraço apertado que emana segurança e ultrapassa a barreira do meu imaginário entorpecido.

Mas tal apenas pode ser sussurrado em confissão.

Memórias de uma noite etérea perdem-se por entre os cobertores de linho e um repuxar de lábios tenro instala-se em meu rosto quando tenho a certeza de que será para sempre.

Mas isso, fica só entre nós.

tumblr_mdnkta1TZK1qe6z5ho1_500.jpg

Pág. 3/3