Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Dá Tempo ao Tempo

   Todas as feridas acabar por fechar, por mais profundas que possam ser. No fundo, as maleitas da mente acabam por ser semelhantes às que são infligidas na pele. Começam como um ardor corrosivo, asfixiante, de aspecto nauseabundo e há perda de função. Se a lesão for protegida e cuidada, ao fim de algum tempo surge o chamado tecido de granulação. É uma camada fina de células novas que recobre a ferida. Rosado, húmido e de aspecto frágil, deve ter tratado com cuidado, pois ao mínimo trauma esfolia e volta a deixar a descoberto o insulto primário. Formam-se fibras de colagénio, cada vez mais resistentes que, juntamente com os fibroblastos, vão criar uma cicatriz mais ou menos visível consoante factores como a gravidade da lesão, a presença de infecção ou até a localização da mesma. Podemos tentar escondê-la mas uma cicatriz acaba sempre por se deixar vislumbrar mais cedo ou mais tarde. É uma maleita que faz parte de nós, que está ali porque tivemos um passado, que representa uma história para contar. Não há ferida que permaneça aberta por muito tempo. Não pode, não é compatível com a vida. Dá tempo ao tempo. As feridas vão sarar.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.