Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Dicas para Dormir no Carro

   Para quem tem um orçamento bastante apertado como o meu e não se pode dar ao luxo de andar a gastar trinta dólares ou mais por dia para descansar num hostel/motel/hotel, dormir no carro torna-se uma possibilidade bastate viável, ainda mais quando estamos em zonas remotas em que não há possibilidade de fazer couchsurfing.

   Tendo passado já um total de cinco noites - não seguidas - a dormir no carro e com ainda três pela frente, já adquiri alguma experiência para poder dizer o que se deve, ou não, fazer nestes casos.

   Sabem aquele recanto escuro e vazio na berma da estrada que aparece com regularidade e que parece tão apetecível? Não, não e não! Parar nesses locais desertos e escuros só mesmo em caso de emergência. O melhor é mesmo um local público, onde haja movimento de pessoas e luz (podem sempre tapar os olhos com um casaco ou uma venda). Em alguns estados - como o do Arizona, onde dormi esta noite - não permitem acampamentos nos carros nas suas ruas. No entanto, podem sempre encontrar locais mais discretos fora das cidades onde provavelmente não incomodam ninguém. Mas antenção que a propriedade também não pode ser privada.

   Uma opção muito comum aqui nos Estados Unidos é parar o carro no estacionamento do Walmart, uma super cadeia de supermercados que há uns anos começou a deixar as pessoas dormirem à porta nos seus carros porque de manhã tinham sempre lucro. Entretanto esta situação saiu um pouco fora de controlo e em alguns locais já não permitem este tipo de acampamento. Felizmente aqui em Flagstaff não houve problema nenhum. Quando cheguei ao local às 22h já havia uma boa dezena de autocaravanas (sem contar os carros) paradas nos lugares mais distantes da entrada do supermercado. Estacionei por esses lados e ninguém me incomodou a noite toda.

Uma dica muito importante é tirarem pijamas, mantas, etc, do porta bagagens antes de chegarem ao destino final para não serem muito indiscretos (e também para não verem que têm uma mala cheia de coisas no porta bagagens, como é o meu caso). E se for Outono ou Inverno, tirem roupa, muita roupa. Toalhas de banho de for necessário, mantas, sacos-cama. Aqui no Arizona a temperatura nesta altura do ano ronda os 25 graus diurnos mas de noite cai até aos 0 graus. Imaginem o frio que não passei!

   Dormir no carro nunca é uma opção apetecível mas por vezes é a única que temos. Há que pensar que na noite seguinte ou ainda na outra já vamos ter uma cama ou um sofá ou qualquer coisa melhor.

20161023_171823.jpg

 O meu companheiro de aventuras. Já vamos em quase 2500 km desde o dia 19/10.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.