Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Encontrei-me

   Hoje encontrei-me, da mesma forma que se encontra um naufragado que andou meses à deriva num barco de borracha. Encontrei-me no sorriso rasgado pela manhã ao descobrir um dia de sol do outro lado do vidro. Encontrei-me no ronronar da minha pequena ferinha que só apetece apertar. Encontrei-me nas conversas casuais com as minhas novas colegas de casa, nos segredos partilhados, nas confissões sussurradas, nas gargalhadas repartidas. Encontrei-me no ar frio que me bateu na cara assim que saí de casa para correr, duro, áspero, mas tão puro. Encontrei-me na ansiedade que já se acende cá dentro para a prova do próximo domingo, na expectativa do passeio que se avizinha nas folgas da próxima semana, nos planos de viagem que seguramente farei em 2018. Encontrei-me nos sonhos que durante meses estiveram ocultos por nuvens escuras e espessas de uma tristeza que não era minha. Encontrei-me nos colegas de trabalho, nas discussões de casos interessantes, na possibilidade de todos os dias aprender mil e uma coisas novas e maravilhosas com eles. Encontrei-me nas chávenas quentes de café, na barrita de chocolate negro depois do almoço e também nas latas de conserva engolidas em menos de cinco minutos. Encontrei-me nas conversas com o meu novo companheiro de corrida, que deixei para trás em Portugal mas que mesmo assim me fala várias vezes por dia com uma doçura incrível. Encontrei-me na expectativa de poder recomeçar de novo com outro alguém, na possibilidade de deixar para trás uma história repleta de drama e melancolia. Encontrei-me na vontade de me pôr bonita, no sorriso, no olhar brilhante, na felicidade plena de viver cada dia como uma nova descoberta. Encontrei-me, depois de alguns meses perdida num labirinto cuja saída foi extremamente difícil de achar. Encontrei-me novamente e agora dou a mão a mim própria para não mais me perder de quem quero ser.

Sara-Olmos-Happy-place.jpg

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.