Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Maratona dos Óscares #3

   Finalmente, finalmente, finalmente um filme de jeito! Hoje vi "Boyhood", o filme que conta a história de um rapazinho desde a sua tenra infância até à sua ida para a universidade. Uma história simples mas cheia de reviravoltas e surpresas, que no fundo, até deixa no ar algumas questões filosóficas como "qual é o sentido da vida, porque é que estamos aqui, qual a razão?". É certo que é uma infância e uma adolescência como tantas outras, mesmo que marcadas por padrastos violentos, mudanças repentinas de casa e de escola, um pai que regressa de uma longa ausência. As festas, as bebidas, as namoradas, a preguiça da adolescência e o primeiro emprego são certamente comuns a todos os jovens desta geração e também essas vertentes são abordadas no filme. De salientar ainda que esta longa metragem foi gravada ao longo de 12 anos, sendo que os actores que interpretavam as crianças são exactamente os mesmos actores que fazem o papel de adultos mais para o final do filme.

   Se eu poria este filme na lista de nomeados ao Óscar num ano dito "normal", aka com filmes dignos de nomeação? Talvez não. É um bom filme mas falta-lhe aquele toque especial que os nomeados costumam ter (e que este ano está decididamente em falta). Mas dada a visível falta de qualidade, imaginação e show business deste ano, que se lixe, a este digo "sim", foi aceite para nomeado.

url.jpeg

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.