Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Mergulha de Cabeça

   Mergulha de cabeça. Mesmo que a água pareça escura e fria, não hesites. Fecha os olhos, inspira fundo e ouve o teu coração bater descompassadamente no peito antes de te entregares ao vazio. Sente o sabor do medo na boca, engole em seco e vai.

   A vida é demasiado curta para viveres numa marina preso com amarras. Não fiques na praia a chapinhar nas poças. Atira-te com alma, mesmo que a água te congele até aos ossos e as ondas ameacem engolir-te por inteiro. Não te diminuas, não te rendas, não te feches em ti próprio. Não aceites um lago quando podes conquistar um oceano. 

   Só quem tem medo de perder terra de vista nunca anda à deriva. E é melhor vagueares sem destino por algum tempo que perderes-te de ti próprio para sempre, mergulhado na dúvida do que teria acontecido se tivesses decidido arriscar por aquilo que sempre sonhaste. É por teres receio de perder que acabas por ficar sem nada. O medo consome a ambição, destrói os sonhos, alimenta-se das inseguranças e hesitações e ofusca a felicidade. Por isso vai. Tenta. Arrisca. Não deixes que o destino lance os dados por ti. Faz batota e põe um seis virado para cima em cada um deles. A vida é demasiado curta para aceitar apenas um dois. Se tiveres que, em alguma altura, andar umas quantas casas para trás, pensa positivo: pelo menos não passaste o jogo quase todo na prisão, a ver a vida passar atrás das barras que não ousas quebrar.

fc4783929a979f73df78abb2557dc461--quote-wall-quote

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.