Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

O Oceano Que Nos Separa

   Estou aqui junto ao mar, a olhar para as ondas que se erguem imponentes, cavalgando até à areia como se fizessem uma corrida, mas o meu pensamento está longe, mergulhado nas memórias mais antigas de quando ainda havia um "nós" pelo qual valia a pena batalhar. O marulho do mar, que vai deixando conchas, em tempos belas, em terra firme, lembra-me o teu respirar constante e reconfortante de cada vez que eu fazia do teu peito o meu porto de abrigo. O sol sobrepõe-se momentaneamente às nuvens escuras que cobrem toda a superfície do céu e leva-me aos dias cinzentos em que tudo parecia correr mal, até que eu te fazia rir e o teu rosto se iluminava como a superfície da água banhada pelos raios da nossa estrela maior. Enterro os pés nus na areia e sinto a Natureza. Apesar do tempo frio e húmido, parece quente como os teus abraços, e calmante como sentir as palmas das tuas mãos a roçarem as minhas costas, depois de um longo dia de trabalho. Cai uma chuva miudinha e beija-me a face como tu costumavas fazer. Delicadamente, tentando não deixar escapar nenhum pedacinho de pele, até me deixares arrepiada. Mordo o lábio e sinto-a fresca e apetecível. É como se estivesses à minha frente. Mas não estás. Diante de mim ergue-se apenas um oceano. Podia ser qualquer um. Mas é o oceano que nos separa.

20150807_174107.jpg