Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Partilhar Casa

   Muitas pessoas passam pela primeira experiência de partilhar casa logo aos 18 anos, quando entram na universidade e têm de mudar de cidade ou país. Eu nunca passei por isso porque vivia a 15 minutos a pé da faculdade (era a sortuda lá do sítio). Estou agora a viver esta experiência pela primeira vez e até agora tem sido muito positiva.

   Sempre fui uma miúda independente, habituada a tratar das minhas coisas e das de mais ninguém e admito que por vezes tenho um feitio um bocado egoísta. Por isso é que viajar sozinha faz todo o sentido para mim. Faço o que quero, às horas que quero, não gasto dinheiro em hotéis quando posso dormir no carro, compro comida no supermercado em vez de ir a restaurantes como a maior parte das pessoas faz. As primeiras duas semanas aqui no Tennessee foram as mais difíceis em termos de me adaptar a partilhar casa com mais três pessoas. Sendo ultra despachada, tinha sempre de esperar pelas meninas de manhã, no supermercado ou até no hospital para regressarmos a casa e isso era algo que me irritava. Foi ainda mais complicado por ter estado um mês sozinha, a fazer o que me apetecia. Agora parece-me que encontrámos um meio termo entre estarmos sempre a correr e andarmos a passo de caracol. Por outro lado, as raparigas com quem partilho casa não são de sair à noite todos os fins de semana mas gostam de socializar e passear, o que eu acho perfeito.

   Até agora já fizemos bastantes actividades aos fins de semana como ir até à baixa de Knoxville passear, ir a Nashville, jantar cá em casa com um colega que nos dá boleia de manhã e depois ir para os copos até tarde e almoçar com esse mesmo colega agora mesmo há umas horas atrás num óptimo restaurante na baixa. Penso que fiz actividades todos os fins de semana com elas e divertimo-nos sempre muito. Decoramos a casa para o Natal e até já lhes comprei umas prendinhas. Há uns dias fui contactada pela irmã da colega peruana porque a mãe quer fazer-lhe uma surpresa e vir cá pelo Natal. Fiquei tão feliz por poder fazer parte desta surpresa que é quase como se a minha própria mãe viesse cá passar uns dias e mal posso esperar por ver a cara da rapariga nesse dia.

   Rimo-nos imenso com tudo e com nada. E ajudamo-nos umas às outras no que for necessário. Por vezes fazemos o jantar para a colega que chega às nove da noite a casa depois de ter saído antes das seis da manhã. Somos a "Tennessee Family" e estou muito contente por estar a viver com elas em vez de sozinha. 

15409853_1459060734111990_57402668_o.jpg

 Almocinho de hoje em Knoxville