Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Poesia #1

   Modéstia à parte, gosto bastante de alguns poemas que escrevo. Este é capaz de ser o meu preferido. Já tem cinco anos e continuo a lê-lo como se tivesse acabado de o escrever, over and over again.

 

O mundo lá fora chama por mim,

Grita meu nome, murmura meu sonho.

Tantas experiências me proponho,

Tamanha alegria perdida assim,

Acorrentada a uma vida sem luz,

Fechada numa torre sem saída,

Num país que já perdeu a corrida,

Suportando o peso da minha cruz,

Reclusa num beco de desventura,

Grilhetas impedindo minha fuga,

Infame clausura que os sonhos suga,

Para quando liberdade e aventura?

Os mundos, as cidades, as montanhas,

As remotas praias do outro lado,

O júbilo de conhecer o prado,

Da Terra as suas ocultas entranhas.

Da curiosidade homicida,

Partidária da degressividade,

Vem, consome a minha felicidade

Eterna rotina da minha vida.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.