Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

Same Same But Different

Um blog repleto de ideias, textos, sonhos e aventuras de uma jovem maravilhada com o mundo em seu redor.

#StayWeird

   Como sabem, há uns tempos fui a um curso de Reiki. Nesse dia, aprendi que a vida se desenrola em ciclos de sete anos, e que todos nós temos padrões que se repetem de forma contínua ao longo desses ciclos. Esses padrões são geralmente muito difíceis de quebrar e acompanham-nos para o resto da vida.

   Eu fiquei durante muitos dias a pensar no assunto mas não consegui identificar padrões nenhuns ao longo dos meus 21 anos de existência, e portanto deixei fugir esses pensamentos. Ontem, estava a vaguear pelo Facebook e bam, lá estava ele, diante dos meus olhos, à frente do meu nariz: o primeiro padrão que identifiquei na minha vida. Envolve amizades mas nem por isso é bom. Aliás, é um padrão horrível, faz-me sentir péssima, e realmente acontece pelo menos uma vez a cada sete anos.

   Estava eu há tantas horas a pensar no porquê de ter de ser assim, na razão de ser sempre eu que fico nesta posição, quando o Graham Moore se me aparece no ecrã com um discurso destes, e me arrebata o coração. Chorei. Chorei mesmo a sério. E se vir o vídeo de novo, vou chorar mais uma vez. Mas pelo menos, não vou deixar de ser estranha, de ser diferente, de ser "a que não encaixa". #StayWeird

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.